A DEMOCRATIZAÇÃO DA LADROAGEM - LILLIAN WITTE FIBE

08/01/2018


O ladrão confesso, preso e condenado diz que o PT liberou geral o acesso à corrupção. Vindo de quem vem, é duvidoso? É. Mas soa crível à beça.

FONTE - BLOG EM VEJA.COM 


A entrevista do condenado Pedro Correa, ex-presidente do PP, ao Globo deste domingo (link abaixo) contém algumas pérolas.

Uma das que mais nos remetem à importância da Lava Jato é a que narra a inexistência de qualquer fiscalização ou controle do dinheiro dos partidos desde os tempos da ditadura.

Pra lá de ilustrativo é o testemunho que ele dá sobre a nomeação do chefe da Previdência Social no governo Figueiredo. Pedro Correa acabara de ser eleito pela primeira vez deputado federal pela antiga Arena. O tribunal recebia as contas dos partidos, e "fazia que analisava".

A diferença entre aquele fim da década de 70 e esta segunda década do século 21 reside no acesso à roubalheira.

Antigamente, só à elite (leia-se caciques) era permitido assaltar os cofres públicos.

Com a chegada do PT ao poder, o governo Lula "foi democratizando isso".
Sim, você leu certo.

O PT democratizou a ladroagem, diz o ladrão confesso, preso e condenado.
E o canal preferido dos amigos de Lula era a nomeação para as diretorias da Petrobras.

Por ser Pedro Correa quem é, deve-se acreditar no que ele conta?
Os advogados de Lula dizem que não.

Mas que parece tudo verdade, isso parece.
Daí a relevância das investigações contra as quais os governos se insurgem: sempre foi assim no Brasil.

Só que, agora, ao menos alguns vão pra cadeia.