JUIZ BRETAS ALFINETA MARUN NO TWITER - JOSIAS DE SOUZA

15/12/2017

FONTGE - BLOG DO JOSIAS 

Marcelo Bretas, juiz da Lava Jato no Rio de Janeiro, espetou no Twitter o novo ministro Carlos Marun (Coordenação Política). Tachou de "inconstitucional" o projeto que inibe as delações premiadas. De autoria do deputado Wadih Damous (PT-RJ), a proposta foi endossada por Marun (PMDB-MS) e incorporada ao relatório final da da CPI da JBS, redigido por ele.

Bretas anexou ao post uma notícia veiculada sobre o tema na Agência Senado. E lembrou ao novo auxiliar de Temer que a troca de informações por benefícios penais, prevista em lei, é um direito do réu. Aconselhou Marun, que é advogado, a buscar o auxílio de profissionais do ramo:

"Com o devido respeito, se o senhor deputado buscar uma boa orientação jurídica saberá que é inconstitucional restringir o direito de defesa de qualquer acusado, mesmo se preso. A colaboração premiada é também meio de defesa, não só meio de obtenção de prova.