PIOR QUE A ITÁLIA - LILLIAN WITTE FIBE

22/01/2018

Temer ainda fala em defender legado, enquanto Lula - claro - cresce nas pesquisas: nosso PIB per capita foi o que mais encolheu desde a crise mundial.

Por Lillian Witte Fibe

Brasil aparece entre as recuperações mais lentas do planeta. FONTE - FONTE - VEJA.com/VEJA)

Então: pra um governo que vem batendo o bumbo pelo fim da recessão, baixa da inflação e melhora do desemprego, e que pretende "defender esse legado" na campanha eleitoral que se aproxima, tem um dado relevante.
Trata-se do PIB per capita dos países do G-20 que se reúnem esta semana em Davos, na Suíça.

Passados 10 anos da crise financeira que deflagrou a Grande Recessão mundial, chamada de "marolinha" pelo então presidente Lula, o PIB per capita brasileiro ainda está 24% menor em relação ao pico de 2011.

Pior que a Itália, a lanterna ente os desenvolvidos nesse ranking.
Lá, o PIB per capita está 22% inferior ao que era antes da Lehman Brothers quebrar nos Estados Unidos.
Isso em pleno 2018, ano celebrado como sendo o da sólida recuperação econômica em todo o planeta.

Depois, Temer não entende como a reprovação a seu governo segue batendo recordes, até mesmo o da sua antecessora, outra campeã de decepção popular.

Precisa de outro ângulo?
O crescimento de Lula nas pesquisas: ora, foi no fim do governo dele que a renda per capita do brasileiro foi a mais alta.