QUESTÃO DE FÉ - RICARDO NOBLAT

12/04/2019

Questão de fé

O novo evangelho

Por Ricardo Noblat   BLOG EM VEJA.COM 

No país da piada pronta, muitas engraçadas, outras de mau gosto ou ofensivas, o presidente Jair Bolsonaro cometeu uma sem graça, mas que trai sua disposição de continuar enganando os seus devotos.

Durante um encontro de pastores evangélicos organizado pelo pastor Silas Malafaia, no Rio, o capitão valeu-se de um versículo do livro de João para justificar as mudanças na política externa do país.

"Passamos a votar lá na ONU, nas questões dos Direitos Humanos, de acordo com João. E, de acordo com a verdade, então, por coincidência, passamos a votar junto com Estados Unidos e Israel", disse.

João foi um dos 12 apóstolos de Jesus, o mais jovem dele. No versículo 8.32 do seu evangelho, ele atribui a Jesus o seguinte ensinamento: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará".

O que isso tem a ver com a virada pelo avesso da política externa brasileira aplicada por Bolsonaro sob a inspiração do seu filho Flávio e sob os cuidados do inexperiente embaixador Ernesto Araújo?

Nada. Zero. Quando disse o que João registrou no mais famoso dos evangelhos, Jesus falava aos judeus que haviam se convertido à sua palavra, mas que ainda tinham dúvidas.

Os devotos de Bolsonaro, pelo menos por enquanto, não duvidam de nada do que ele diz. É uma questão de fé.